By WebCAMPOS – Copyright © 2014 LUSOCAMPOS Todos os direitos reservados

 

Reguengo do Souzão

  Alentejo - Monforte

 

REGUENGO DE SOUZÃO

Reserva Tinto 2009 | Alentejo - Monforte

 

DENOMINAÇÃO DE ORIGEM: Regional Alentejano

CLIMA: Mediterrânico com alguma influência continental

SOLO: Vermelhos e pardos mediterrânicos

CASTAS: Trincadeira e Alicant Bouschet

 

TIPO DE VINIFICAÇÃO: Curtimenta clássica a temperatura controlada, com remontagens programadas e maceração pelicular pré fermentativa de 2 dias e pós fermentativa de 10 dias a 20º C, estagiou em barricas de carvalho Francês durante 12 meses, permanecendo ainda em estágio de garrafa até ao lançamento no mercado.

 

APRECIAÇÃO ORGANOLÉPTICA:

COR: Vermelho intenso, com tons acastanhados.

AROMA: Apresenta um conjunto harmonioso forte, fresco e intenso, entre a madeira, frutas em passa e algum mineral.

BOCA: Na boca revela-se fresco, bem evoluido e com firme estrutura, em que o estágio em madeira não dominou as castas, mas promoveu um conjunto complexo e de agradável degustação.

NOTA GERAL: Vinho singular e representante distinto, das terras e castas do alto Alentejo.

 

TEOR ALCOÓLICO: 14,5%vol | 75cl

REGUENGO SE SOUZÃO

Tinto 2009 | Alentejo - Monforte

 

DENOMINAÇÃO DE ORIGEM: Regional Alentejano

CLIMA: Mediterrânico com alguma influência continental

SOLO: Vermelhos e pardos mediterrânicos

CASTAS: Aragonez, Trincadeira e Alicant Bouschet.

 

NOTAS DE PROVA:

COR: Vermelho escuro e intenso

AROMA: Aroma forte e persistente a fruta madura, em perfeita harmonia com ligeiro tostado da madeira.

BOCA: Vinho cheio e persistente, de bom volume, que envolve a boca sem agredir. As notas vegetais conferidas pela casta trincadeira e a robustez do Alicant de Bouschet tornam este vinho único, quebrando de forma apetecível o aveludado que a casta Aragonez confere aos vinhos.

 

NOTA GERAL: Vinho complexo e distinto tanto a nível aromático, como na boca. Representante perfeito das castas e da região que lhe deram origem, (alto Alentejo).

 

TEOR ALCOÓLICO: 14%vol | 75cl

 

REGUENGO DE SOUZÃO

Branco 2011 | Alentejo - Monforte

 

DENOMINAÇÃO DE ORIGEM: Regional Alentejano

CLIMA: Mediterrânico com alguma influência continental.

SOLO: Vermelhos e pardos mediterrânicos.

 

CASTAS: Arinto, Antão Vaz e Verdelho (da Madeira).

 

NOTAS DE PROVA:

COR: Citrino a palha claro.

AROMA: Frutado intenso e persistente, com algumas notas de citrinos, conferidas pelas castas Arinto e Verdelho.

BOCA: Vinho fresco e persistente, em perfeita harmonia com a mineralidade conferida pelo Arinto e o volume de Verdelho. Na sensação retro nasal o aroma frutado do Antão Vaz domina. No final de boca o volume e a mineralidade do vinho surpreende pela agradável sensação de harmonia.

 

NOTA GERAL: Vinho branco muito marcado pela tipicidade das castas (Arinto, Antão Vaz e Verdelho), e pelo clima mais húmido e fresco das terras de Monforte ( Alto Alentejo). Um vinho moderno mas não desligado da tradição vitivinícola da região.

 

TEOR ALCOÓLICO: 13%vol | 75cl

Casa Agrícola Fernandes de Moura, Lda

Desde os anos 60 que temos uma exploração agro-pecuária de sequeiro nos moldes tradicionais alentejanos, ou seja cereais e vacas. Em finais de 80 e com a nossa adesão à Comunidade Europeia, fomos confrontados com uma nova realidade, dado que as culturas tradicionais iriam ter grandes dificuldades em competir com os nossos colegas europeus num mercado aberto.

 

Assim convertemos em regadio uma parcela de 26 hectares: em 1997 plantámos 13 hectares de olival (azeitona de conserva), e em 1999, 12 hectares de vinha. Passados três anos apercebemo-nos de que não seria nada fácil comercializar as uvas pois a oferta era já muito superior à procura. Entendemos, por isso, que o caminho seriacriar condições para vinificarmos a nossa produção. Dito e feito.

 

Com a supervisão dos enólogos - engenheiro João Melícias e engenheiro Jorge Páscoa - construímos e equipámos tecnicamente uma adega adaptada à nossa dimensão.

 

A vinha está instalada na herdade «REGUENGO DO SOUZÃO», na posse da família Fernandes de Moura desde Agosto de 1934, data em que foi adquirida à Rainha Dona Amélia de França e Bragança, conforme escritura que conservamos e que, devido às personagens envolvidas, constitui um documento interessantíssimo para ser interpretado nos dias de hoje.

 

Nesta vinha produzimos, - em Produção Integrada - as uvas tintas das castas Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet, que dão origem ao Reguengo do Souzão; e destas elegemos as melhores para obtermos o «RESERVA».

 
X

Password:

mot de passe